Área do Criador
Dê sua sugestão para o Projeto PNMGL 2025

Dê sua sugestão para o Projeto PNMGL 2025

03/11/2014



Prezados associados,

Essas foram as conclusões dos participantes do Workshop realizado pela ABCGIL este ano durante a Expogenética, onde as mesmas serão incorporadas no Projeto PNMGL 2025, que está sendo elaborado na Associação para negociação e implantação a partir do próximo ano.

Sua participação é muito importante, caso ao ler o documento queria enviar alguma sugestão, por favor encaminhe para o email ana@girleiteiro.org.br


O workshop promovido pela ABCGIL, no dia 21 de agosto de 2014, em Uberaba, com o objetivo de reunir subsídios para a elaboração do programa de melhoramento genético nos próximos dez anos (PNMGL 2025), foi dividido em duas partes e teve a seguinte dinâmica.

Na parte da manhã, quatro professores/pesquisadores apresentaram exposições sobre os temas: Teste  de  Progênie : metodologias utilizadas nos dias atuais e possibilidades futuras ( Dr. Rui da Silva Verneque, Pesquisador/EMBRAPA) ;

Novas (velhas) oportunidades para o PNMGL (Prof. Dr. Fernando Enrique Madalena, Consultor) ; Contribuições da genética molecular e da genômica para o PNMGL ( Profa. Dra. Maria Raquel, UFMG) ;

Objetivos de seleção para bovinos leiteiros (Dra. Vera Lúcia Cardoso, Pesquisadora/IZ).Na parte da tarde, os participantes do workshop foram divididos em três grupos estratégicos de trabalho (grupo azul, grupo vermelho e grupo verde) para discutir e responder a cinco perguntas elaboradas pela organização do workshop.

As respostas e conclusões dos grupos estão sintetizadas e agrupadas nesse texto e serão, posteriormente, incorporadas como contribuições para a elaboração do programa PNMGL 2025.

I  -  SUGESTÕES PARA A EVOLUÇÃO DO PNMGL

Pontos positivos do Programa


Inscrição de touros no PNMGL com base em critérios técnicos, como valor genético e não em achismo e informalidade. Uso da prova pré-teste na seleção de touros, a qual  incentiva a precocidade e  permite que os touros entrem mais cedo na idade reprodutiva e evita a participação de touros com potencial de transmitir problemas reprodutivos e outras características indesejáveis.

Melhoria na estrutura do PNMGL como aumento no número de fazendas colaboradoras, refinamento de metodologias e procedimentos operacionais e maior sistematização dos dados (coleta e armazenamento).

Valorização do gir leiteiro pelo seu reconhecimento como raça leiteira, aumento de mercado  e agregação de valor em toda cadeia produtiva, inclusive, de seus cruzamentos.

Incentivo ao maior uso do sumário de touros e de informações técnicas como ferramentas importantes no processo de melhoramento genético.

Geração de informações que permitiu ao criador identificar no mercado a existência de duas seleções: a do gir leiteiro e aquela voltada para a caracterização racial.   

Incorporação de novas informações,  uteis ao melhoramento genético, como os marcadores moleculares associados a características de interesse econômico e zootécnico,  prova de novilhas, etc.

Pontos Negativos do Programa



Pequena participação dos criadores de gado puro, como número reduzido de ventres  incluídos no PNMGL e, pequeno comprometimento com o programa, com a venda de animais participantes da avaliação. Há a necessidade de aumentar o número de fazendas colaboradoras de gado mestiço para aumentar a acurácia e o número de touros testados.

Perda de informações por só incluir na avaliação a produção da primeira lactação. A inclusão da segunda lactação pode gerar ganhos para o programa.  Também há a necessidade de dar mais transparência sobre a matriz de parentesco e seu peso no processo de avaliação dos touros e matrizes.

Empobrecimento do PNMGL por não incluir na avaliação outras características produtivas do gir leiteiro, como CCS, animais com maior incidência mamite, de otite, etc . A forma de sanar seria a elaboração de um índice econômico, para ranqueamento dos animais, a partir da avaliação dos touros e fêmeas. Também seria importante maior padronização de informações e a unificação dos dois sumários (ABCGIL e ABCZ).

Aumento da endogamia do gir leiteiro e necessidade de criar incentivos para testar linhagens alternativas e penalizar a inscrição de animais com alto grau de parentesco. É importante a incorporação da avaliação   genômica na pré-seleção de touros, porém, deve-se prever, por meio de cotas, que apenas parte desses touros entrarão no teste de progênie, quando essa ferramenta estiver em uso. Seria importante, criar na ABCGIL um banco de biodiversidade de linhagens do gir leiteiro com altas possibilidades de abertura de genética.

Uso ainda pequeno da avaliação linear pelos criadores na prática de acasalamentos. Há a necessidade de aumentar o banco de dados de avaliações lineares e fenotípicas bem como, desenvolver metodologias e sistemas para o maior uso no processo de melhoramento seletivo da raça.

Há a necessidade de melhorar o banco de dados com  mais informações sobre  o desempenho das vacas nos diversos sistemas de produção, notadamente, produção de leite mais natural;  desempenho de torneios leiteiros nos diversos sistemas de manejo; critérios mais transparentes da avaliação genética das fêmeas; apoio às iniciativas de avaliações e dados de provas regionais;  e padronização de dados, inclusive com a divulgação e atualização das características principais do animal ideal da raça ,etc.


II –  OBJETIVOS DE SELEÇÃO


      Quais as iniciativas/características são importantes para a seleção do Gir Leiteiro?


Criação e publicação de um índice econômico ranqueando os touros incluídos no Teste de Progênie da ABCGIL onde características de produção de leite, composição de leite e outras variáveis importantes de seleção possam ser incorporadas;

Gerar informações, através de provas zootécnicas, da viabilidade econômica da produção de leite a pasto do gir leiteiro, procurando comparar custos e receitas com outros sistemas de produção e com outras raças, inclusive com o girolando, com o propósito de mostrar as vantagens dos zebuínos nos trópicos. Essas provas deveriam também gerar informações zootécnicas do gir leiteiro como: persistência e duração de lactação, robustez, precocidade, linhagens que permitem a ordenha sem bezerro ao pé, etc.

Organizar banco de dados sob a responsabilidade da ABCGIL de informações do gir leiteiro, como, tamanho e características do rebanho, vacas em lactação, produção de leite total e por Estados, número de produtores, composição e qualidades do leite da raça, custos de produção em sistemas diferentes de manejo, etc.


 

 

III -  NOVAS PESQUISAS OU INICIATIVAS DA ABCGIL

       Que pesquisas/iniciativas, além daquelas em desenvolvimento pela ABCGIL, seriam      importantes incluir no PNMGL nos próximos anos?


Organizar publicações com mais informações sobre características do gir leiteiro, como ranking top 10 e top 20 de touros melhoradores de úbere, melhor temperamento, etc.  Além disso, essas informações devem ser de fácil interpretação pelos produtores e selecionadores usuários da genética gir leiteiro;

Promover provas zootécnicas que contemplem mais de uma lactação dos animais que possam gerar informações sobre: persistência pós-concepção, fertilidade, resistências a doenças como mastite e otite, adaptação à ordenha mecânica, etc.

Fazer estudos especiais sobre temas importantes para o gir leiteiro como: estudo sobre ordenhadeira mecânica adaptada às vacas  gir leiteira, uso da genômica na seleção e melhoramento genético,  etc.

Direcionar os rumos de seleção e melhoramento genético com suporte de pesquisas técnicas realizadas por especialistas. É importante que a ABCGIL tenha maior interação com pesquisadores, professores, centros de pesquisas e Universidades de forma a incentivar a elaboração de teses e monografias sobre temas importantes do gir leiteiro. A ABCGIL deveria ter um cardápio desses temas para conhecimento desses especialistas.

Intensificar e ampliar o vinculo com a ABCZ para maior participação nos testes, reduzir custos das filhas dos  touros em teste, garantir a análise de composição de leite dos animais em controle leiteiro, etc.

Estudar meios de ampliar e intensificar as parcerias com Associações, como a Girolando, para obter sinergias na operacionalidade de seus programas de melhoramento.

Valorizar e estimular as provas de produção de leite a pasto, ao introduzir a possibilidade de usar filhos das melhores novilhas da prova como um dos critérios  para a seleção de touros do teste de progênie.

Procurar meios de comunicação e de marketing, como revistas, sites, chancelas em leilões e peças publicitárias  para incentivar a venda de sêmen de touros gir leiteiro provados e de demais  produtos da seleção e criação dos associados da ABCGIL.



IV -  PAPEL DO GIR LEITEIRO NA PECUÁRIA LEITEIRA     


Qual o papel do Gir Leiteiro na pecuária leiteira tropical?


Produzir material genético para a formação do Girolando (F1 e 5/8 não sintético ) e  demais cruzamentos registrados e,  gado de leite mestiço em geral;

Produção de leite com maior valor agregado, tendo em vista, as qualidades do leite do gir leiteiro. Para isso, é importante que a ABCGIL  desenvolva pesquisas e estudos mostrando esses diferenciais e disponibilizando para os usuários do gir leiteiro.


 

V -  ESTRUTURA TÉCNICA DA ABCGIL

     A estrutura técnica da ABCGIL é adequada para conduzir o PNMGL?

      Que mudanças seriam  necessárias fazer?

1.      Criar um Conselho Técnico para assessorar a direção no desenvolvimento de projetos de melhoramento genético para a raça;

2.      Ter o envolvimento de mais pesquisadores e professores no programa de melhoramento da ABCGIL para direcionar parte de suas pesquisas e orientação de teses em temas de interesse do gir leiteiro. Além disso, estreitar o relacionamento com as Universidades;

3.      Ampliar o financiamento público no programa de melhoramento da  Associação, mas para isso é importante que a ABCGIL participe mais dos órgãos de promoção de pesquisas do país;

4.      Ter um analista de sistemas envolvido de forma permanente nos trabalhos de melhoramento genético da Associação.



 

 


outras notícias:

07/12/2023 - AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DA 24ª EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO EXPOGIL 2024 PELA DI

06/11/2023 - Diretora Marketing Roberta Bertin participa de Seminário Internacional na Índia

06/10/2023 - ABCGIL lança site de ofertas para associados

28/09/2023 - Divulgação 6º Sumário de Fêmeas Gir Leiteiro e Resultado Genoma 2023


nossos parceiros




Site Oficial da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro
© todos os direitos reservados - ABCGIL 2015
ABCGIL - Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro
Praça Vicentino Rodrigues da Cunha, 110
Parque Fernando Costa
38022-330 - Uberaba/MG